Polícia está a investigar o caso como suicídio. Leila  tinha 40 anos e estava agora dedicada a nova carreira no cinema pornográfico.

 
 
Actriz da Globo Leila Lopes encontrada morta
Leila foi capa da Playboy em 1997
 

A actriz brasileira Leila Lopes foi encontrada morta na sua residência na Vila Suzana, no Morumbi, zona sul de São Paulo. Uma equipa do corpo de bombeiros foi chamada ao local, mas quando conseguiu entrar no apartamento, já não foi possível reanimar a actriz, que estava em paragem respiratória. Segundo os bombeiros, nenhuma marca de violência física teria sido encontrada no corpo de Leila.

A actriz, de 40 anos, fez sucesso na TV ao interpretar a professora Lu na novela “Renascer”, de Benedito Ruy Barbosa, em 1993. O essencial da sua carreira foi feito em telenovelas na Globo como “Tropicaliente” (1994), no qual viveu a personagem Olívia, e “O Rei do Gado” (1996), em que  interpretou a socialite Suzane. No pico da sua carreira, foi capa da Playboy Brasil (1997) e no ano 2000 foi escolhida pela associação de dentistas como “Actriz Sorriso” do ano.

Em Maio do ano passado, a actriz causou sensação no Brasil com uma mudança súbita na orientação da sua carreira, enveredando pelo cinema pornográfico. A sua produção de estreia, muito popular no Brasil, foi “Pecados e Tentações” (2008), dirigida por J. Gaspar para a produtora Brasileirinhas. Já este ano protagonizou duas sequelas: “Pecado sem perdão” e “Pecado final”.

De acordo com a sua página na Wikipédia, que hoje, quinta-feira, já assinala o seu falecimento, os últimos trabalhos da actriz foram como apresentadora de TV: “Entre 4 Paredes com Leila Lopes”, exibido pelo canal de internet JustTV, e “Calcinha Justa”, pelo Sexprivé (TV cabo).

Segundo a edição online do diário Folha de S. Paulo, que cita fonte policial, Leila deixou cartas para a família e o marido antes de morrer. O caso está a ser investigado como suicídio, uma vez que foram encontradas caixas de remédios vazias e um prato com restos de comida misturados com veneno para ratos. Ainda de acordo com fonte policial, o teor das cartas é desconhecido, já que as mesmas se encontravam lacradas.

Vários media brasileiros fazem referência a uma doença grave da actriz, descoberta recentemente. Em Agosto, a actriz foi internada num Hospital de São Paulo queixando-se de fortes dores no abdómen. Após vários exames, como ressonâncias magnéticas, ultra-som, colonoscopia e endoscopia, nada foi detectado. Após dois meses de internamento, submeteu-se a uma cirurgia para a retirada do útero.

Fonte: JN