Ano: 2006
– Estreia nacional: 02 de Março de 2006

Capa:
Coisa Ruim

Coisa Ruim
País: Portugal
Género: Terror

Realização
Tiago Guedes, Frederico Serra

Intérpretes
Adriano Luz, Manuela Couto, Sara Carinhas, Afonso Pimentel

Sinopse
Uma família citadina e moderna vai aprender que o preconceito nasce quase sempre da ignorância. Uma família que tenta disfarçar várias rotas de colisão interna, que experiências desconhecidas vêm revelar e acelerar. Uma casa longínqua, recebida por herança, abriga um universo inquietante. Confrontam-se com vivências baseadas no temor de pecados por pagar. Um mundo que aparentemente fala a nossa língua, mas que se exprime numa outra linguagem. Chamem-lhe lendas, folclore. Mas percebem que há lugares onde os vivos sabem que há mortos que não se apagam. Que às vezes se chama Diabo à fúria de um Deus zangado. E é perante um precipício inesperado que começam a resvalar todas as certezas. Que um homem e uma mulher são obrigados a encarar o seu casamento. Irmãos transportam segredos inconfessáveis. E um pai percebe, da maneira mais dolorosa, que nunca acompanhou devidamente os filhos. O Diabo? Talvez ande por lá mas não é uma força maligna, que cospe fogo pela noite. É talvez, apenas o medo que temos do amor.

 

Coisa Ruim  é um filme português, realizado por Tiago Guedes e Frederico Serra, que fala sobre possessão demoníaca, explorando crenças, superstições, cepticismos, medos e desconfianças, no contexto de uma pequena aldeia. Tem sido considerado o primeiro filme de terror de Portugal.